NOTÍCIAS

08/09/2022 15:01:56

UIHJ REALIZA WEBINÁRIO GRATUITO EM 15 DE SETEMBRO SOBRE EXECUÇÃO EM PAÍSES AFRICANOS


A União Internacional dos Oficiais de Justiça Avaliadores Federais (UIHJ) realiza, no próximo dia 15 de setembro, um webinário sobre Execução em países africanos.

Segundo a UIHJ, o objetivo será debater, a partir de casos concretos, todos os procedimentos que dizem respeito à execução em situações de litígio ocorridas nos países da África, como quais são os documentos necessários, quem é o profissional competente para efetivar a execução, como identificar e contatar o responsável pela execução, bem como a melhor forma de comunicação com o requerido, entre outros.

A entidade internacional promove quatro webinars por ano, concentrados em países da mesma área geográfica ou cuja organização judiciária é compatível. Nesta apresentação, serão analisados casos de Gabão, Congo e Camarões.

Entre os temas a serem debatidos no dia 15 de setembro estão quais títulos podem ser executados naquele país, quem é o responsável pela citação ou notificação dos documentos relacionados à execução, os Oficiais de Justiça podem fazer a cobrança “amigável” da dívida?

Os debatedores são Florent Mounguengui, Presidente da Câmara Nacional dos Oficiais Judiciais do Gabão; Jérôme Okemba, Presidente da Câmara Nacional de Magistrados do Congo e Samuel Ename, Presidente da Câmara Nacional de Oficiais Judiciais de Camarões. A mediação ficará sob a responsabilidade de Mayatta Ndiaye Mbaye, Diretora Geral da ERSUMA, membro do conselho científico da UIHJ.

O webinário sobre a Execução em países africanos é gratuito e ocorrerá a partir das 9 horas (horário de Brasília) na língua francesa com tradução em inglês. Para o diretor de Relações Internacionais da Fenassojaf Malone Cunha, “esse webinário é uma excelente oportunidade para que os Oficiais de Justiça do Brasil possam conhecer a experiência dos colegas africanos na execução das ordens judiciais”.

As inscrições podem ser feitas em https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_nNdjb4edTVuIzkRZMA3ZZA.

Da Fenassojaf, Caroline P. Colombo com a UIHJ